Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Programa um computador
por estudante do Ensino Superior

92

Arsénio Daniel Ndeve

Arsénio Daniel Ndeve é docente e investigador moçambicano, com interesse  nas áreas de Tecnologias de Produção Sustentável de Culturas,  Melhoramento de Plantas à Doenças e Pragas Agrícolas, e Biotecnologia Moderna. Possui publicações nas áreas de Genética, Melhoramento de Plantas

Afecto ao Universidade Eduardo Mondlane (UEM) Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal (FAEF), Departamento de Produção Vegetal, nasceu a 29 de Setembro de 1980, em Moçambique, cidade de Maputo. É Filho de Daniel Francisco Ndeve e de Zita Manuel Chanze, ambos reformados.

Arsénio Daniel Ndeve passou toda a sua infância na cidade de Maputo, Bairro de Mafalala, tendo concluído o ensino primário na Escola Primária Unidade 22 no ano de 1992. De 1993 a 1995 concluiu o 2º ciclo na Escola Primária do 2º da Polana e de 1996 a 2000 o nível médio geral na Escola Secundária Josina Machel.

Em 2008, Arsénio Daniel Ndeve ingressou na Universidade Eduardo Mondlane (UEM) Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal (FAEF), tendo concluído a licenciatura em Engenharia Agronómica em 2005.

Arsénio Daniel Ndeve concluiu o Mestrado em Desenvolvimento Agrário (Produção de Culturas), pela Universidade de Copenhaga, na Dinamarca, em 2008 e Doutoramento em Fitopatologia (foco na Genética de Resistência das Plantas a Doenças) na Universidade de Califórnia, Estados Unidos da América (EUA), em 2017.

E actualmente Membro da Comissão Técnica de Avaliação do Dossier do TELA; sendo que 2023 até a data assume a função de Coordenador-Adjunto da Comissão Instaladora do Instituto Superior Politécnico de Mecubúri; e Membro do grupo de trabalho da Edição Genómica (GEd Moçambique).

Desde 2022, Arsénio Daniel Ndeve é Chefe do Departamento de Produção Vegetal, UEM – FAEF e Membro da Comissão de Programação do Fórum Aberto Para a Biotecnologia Agrária em Moçambique (OFAB); e 2021 exerceu a função de Coordenador da Subcomissão Para o Desenvolvimento do Currículo do Curso de Mestrado em Melhoramento de Plantas e Sistemas de Sementes, UEM–FAEF; e Membro da Subcomissão Para a Revisão do Currículo do Curso de Mestrado em Produção Vegetal.

Nas suas realizações profissionais de Arsénio Daniel Ndeve no Estrangeiro, destaque vai para os três pós-doutoramentos nas áreas de melhoramento de espinafre ao míldio pulverulento, Universidade de Davis, Califórnia; estudo da interacção insectos-vírus-planta (tomateiro), Universidade de Davis, Califórnia; e desenvolvimento de porta-enxerto de almondegueiras com resistência ao nemátode de galha, Universidade de Riverside, Califórnia. Actualmente está em curso a pesquisa para a Introdução e Disseminação (em parceria com o IIAM) de Sete Variedade de Laranjeiras desenvolvidas pela Universidade de Califórnia, Riverside, nos EUA.

Como investigador, Arsénio Daniel Ndeve tem cinco publicações, sendo dois trabalhos publicados e 3 em processo de revisão como autor principal, em jornais de diferente área de conhecimento; e cinco publicações como co-autor.

Participação em eventos científicos

– Conferência da Sociedade de Nematologistas, EUA;

– Conferência do “Plant and Animal Genome” (Genoma das Plantas e Animais), EUA;

– Conferência African Crop Science Society (ACSS), Maputo;

– Conferência Sobre a Pesquisa de Leguminosas de grão;

– Encontro Anual da Sociedade Americana de Fitopatologia, EUA.

Prémios recebidos no país e no estrangeiro

– Prémio Iniciativa de Excelência de Universidade Eduardo Mondlane: Encorajamento de publicação Científica;

– Prémio “Swanson award for Plant Pathology and Nematology – Excellence and career potential in Plant Pathology and Plant Nematology”, EUA; -Prémio “Edmond C. Calavan Memorial Scholarship Award – Excellence in research and creative, forward thinking in the field of Plant Pathology”, EUA;

– “Bayer Crop Science – Travel Award, Conference on Soilborne Plant pathogens”, EUA;

– “Young African Grain LegumE Scientist Award – Pan-African Grain Vegetables and World Cowpea conference”, Burkina Faso;

– “Bayer Crop Science Travel Award – Society of Nematologist”, EUA;

– “Baujard Award/Nathan A. Cobb Travel Awards – Society of Nematologists”, EUA.

Visão do investigador

Segundo o Investigador Arsénio Daniel Ndeve, o desenvolvimento de uma nação depende substancialmente da Pesquisa, pois, a riqueza natural de uma nação só pode ser gerida de forma sustentável se existir “conhecimento” suficiente que pode ser utilizado rotineiramente para gerar produtos saudáveis. Ndeve defende ainda que a pesquisa deve ser feita diariamente, pois, o país precisa de ser auto-suficiente na produção de alimentos, as exportações de alimentos não são uma via sustentável para manter uma nação saudável, económica e politicamente estável.

Fala Changana, Ronga, português e inglês

Endereço

Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal, Universidade Eduardo Mondlane, Av. Julius Nyerere, 3453, Campus Principal, Edifício 1, Caixa Postal 257, Maputo, Moçambique

Email ndevegod@gmail.com

Linkedin https://www.linkedin.com/in/arsenio-ndeve-phd-1a8b8b42/

Veja o perfil do investigador em pdf aqui