MCTES Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

25

Conferência MoRENet 2021- Ministro Nivagara enaltece crescimento da MoRENet

O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Daniel Nivagara, enaltece o crescimento da Rede de Instituições de Ensino Superior e de Investigação de Moçambique (MoRENet), pelo Facto de interligar, e fornecer serviços de TIC, incluindo o acesso à Internet de banda larga para 180 Instituições de Ensino Superior (IES) de investigação científica e de […]

O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Daniel Nivagara, enaltece o crescimento da Rede de Instituições de Ensino Superior e de Investigação de Moçambique (MoRENet), pelo Facto de interligar, e fornecer serviços de TIC, incluindo o acesso à Internet de banda larga para 180 Instituições de Ensino Superior (IES) de investigação científica e de Ensino Técnico Profissional (ETP), contra 26 instituições em 2015.

Daniel Nivagara, falava durante a Cerimónia de abertura da 3ª Edição da Conferência Anual da MoRENet, realizada hoje dia 26 de Abril de 2021 o evento junta Reitores, Directores das IES Publicas e Privadas, dirigentes das Instituições de ETP e de Investigação Cientifica, com objectivo de reflectir sobre o Papel das Redes Nacionais de Ensino, Investigação e o seu Contributo no Ensino e Aprendizagem no Contexto da Pandemia do COVID-19.

Como refere o dirigente, o Governo de Moçambique estabeleceu a MoRENet, para servir de plataforma Nacional de partilha de recursos de TIC, na qual, instituições Nacionais de ensino superior e de investigação tem acesso à ligações nacionais e internacionais de comunicação de dados de alta velocidade, permitindo o acesso e partilha de informação entre elas e com as suas congéneres internacionais.

Entretanto, o ministro  apelou os dirigentes das IES e de investigação científica para que, neste momento de grande pressão para o acesso e uso de plataformas digitais para a continuação dos processos de ensino, aprendizagem e de investigação, tomem em consideração e participem de forma activa na reflexão e debate dos aspectos relacionados com o uso de TIC para alargar a cobertura geográfica do ensino, para melhorar a qualidade de ensino, para combater a fraude académica, para melhorar os processos e sistemas de gestão académica e pedagógica e, para promover a inclusão de género e de pessoas com deficiência no ensino superior e no Sistema de Ciência, Tecnologia e Inovação de Moçambique;

“É convicção do Ministro, que para as instituições de ensino superior e de investigação científica, não perderem a sua relevância que na Era Digital, devem com carácter urgente, delinear estratégias de satisfação das necessidades dos jovens, que constituem a maior população estudantil no Ensino Superior.  

Daniel Nivagara, referiu ainda que as IES devem trabalhar no sentido de encontrar formas, baseadas na qualidade, diversidade, relevância dos programas de formação que oferecem, e na qualidade e competência do seu corpo docente, como também, as TIC devem ser consideradas nas iniciativas ou projectos de fortificação da capacidade de resiliência da sociedade e das instituições de ensino face as crises sociais resultantes de guerras, terrorismo, eventos climáticos e os outros desastres naturais.

É de destacar o apoio do Banco Mundial, através do Projecto MozSkills, na disponibilização de apoio para o aumento da largura de banda internacional da MoRENet dos actuais 6 Gigabits por segundo (6 Gbps) para 60 Gigabits por segundo (60 Gbps).  

Este apoio inclui outras actividades à serem implementadas de 2021 à 2024, como sejam, a contratação de serviços de acesso e uso de bibliotecas electrónicas, o estabelecimento de repositórios científicos nacionais, a contratação de serviços de plataformas Anti-Plágio Académico, a localição no país de plataformas de eLearning como o Moodle e de videoconferência de apoio aos processos de ensino e aprendizagem como o Zoom, Microsoft Teams, CISCO Webbex, dentre outras.