MCTES Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

25

Economia Digital e Governo Electrónico Constitui prioridade para o país

O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Daniel Nivagara, mobiliza financiamento junto ao Banco Mundial (BM), para galvanizar o desenvolvimento de Projecto sobre Economia Digital e Governo Electrónico em Moçambique.  Falando durante o encontro com a equipa do Banco Mundial, o ministro Nivagara disse à Directora do Banco Mundial para Moçambique, Madagáscar, Maurícias, Comores […]

O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Daniel Nivagara, mobiliza financiamento junto ao Banco Mundial (BM), para galvanizar o desenvolvimento de Projecto sobre Economia Digital e Governo Electrónico em Moçambique. 

Falando durante o encontro com a equipa do Banco Mundial, o ministro Nivagara disse à Directora do Banco Mundial para Moçambique, Madagáscar, Maurícias, Comores e Seicheles, Idah Pswarayi-Riddihough, que o projecto carece de um Financiamento de Investimento na ordem de 150 milhões de dólares norte-americanos, à ser implementado num período de 5 anos.

Na ocasião, Nivagara explicou tratar – se de um projecto de transformação intersectorial que alavancará a liderança de alto nível, sendo que a sua implementação será em estreita coordenação com as instituições relevantes como os Ministérios dos Transportes e Comunicações; da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos; do Interior, entre outos.  

Por sua vez, a Directora do Banco Mundial para Moçambique, Madagáscar, Maurícias, Comores e Seicheles, Idah Pswarayi-Riddihough, afirmou que a BM atribui importância ao projecto na medida em que o mesmo vai contribuir para a promoção de interoperabilidade dos sistemas da administração pública,

“Ademais, o mesmo vai criar capacidade para que Moçambique tenha soluções tecnológicas desenvolvidas pelos moçambicanos”, considerou a fonte.

Num outro desenvolvimento, o ministro afirmou que a consolidação da Economia Digital é uma das prioridades chave para o Governo de Moçambique e, está integrada no Plano Estratégico da Sociedade da Informação e o Programa Quinquenal do Governo 2020-2024 (PQG 2020-2024) que possui como objectivos, dentre outros, tornar as Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) um veículo para que os moçambicanos melhorem as suas vidas.

Como afirma o Governante, a Economia Digital vai contribuir para implementação da Estratégia da Reforma e Desenvolvimento da Administração Pública 2012-2025 (ERDAP 2012-2025), que passa por modernizar a Administração Pública com recurso as TIC.

“Dentre outros objectivos, vai assegurar o Reforço da Integridade e Combate à Corrupção na Administração Pública; Descentralização e Desconcentração; Melhoria na Prestação de Serviço ao cidadão; Consolidação e Coordenação das Estruturas da Administração Pública; Interoperabilidade dos sistemas de informação já estabelecido, entre outras” destacou o ministro.

Importa referir que com a implementação do projecto, espera-se que incremente o número de cidadãos com carteira de identidade nacional actualizada; o número de usuários que se beneficiam de serviços digitalizados do Governo; melhoria do ambiente favorável para investimentos liderados pelo sector privado em empresas digitais; aumento do número de empresas digitais com modelos de negócios aprimorados; e aumento do número de empresas com acesso à mercados online.