MCTES Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

25

MCTES disponibiliza Acesso e Uso das Bibliotecas Electrónicas Elsevier

O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Daniel Nivagara procedeu ao lançamento da Abertura de Acesso e Uso das Bibliotecas Electrónicas Elsevier, uma plataforma que vai permitir que a comunidade académica e cientifica possa aceder conteúdos relativos as suas necessidades de pesquisa. Realizado no formato híbrido, com sessões presenciais e virtuais (online), a cerimónia […]

O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Daniel Nivagara procedeu ao lançamento da Abertura de Acesso e Uso das Bibliotecas Electrónicas Elsevier, uma plataforma que vai permitir que a comunidade académica e cientifica possa aceder conteúdos relativos as suas necessidades de pesquisa.

Realizado no formato híbrido, com sessões presenciais e virtuais (online), a cerimónia oficial de lançamento do Acesso e Uso dos Repositórios Académicos e Científicos da Elsevier, contou  com a participação dos Reitores e Vice-Reitores das Universidades, Directores Gerais e Directores Gerais Adjuntos dos Institutos Superiores e das Academias, Dirigentes das Instituições de Investigação, de responsáveis de Bibliotecas e Unidades de Repositórios académicos e científicos nacionais, de Docentes e Estudantes das instituições de ensino superior e de membros das comunidades académica e cientifica nacionais.

Na ocasião, foram presentados os conteúdos bibliográficos oferecidos pela Elsevier para a comunidade académica e cientifica de Moçambique e as formas de acesso e uso do repositório que armazena os conteúdos disponibilizados.

Discursando durante a Cerimónia, o ministro referiu que o evento visa promover o fortalecimento da cooperação estratégica entre o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES) e a Elsevier, na promoção do acesso aos recursos de conhecimento desta empresa pelos membros das comunidades académica e científica de Moçambique.

Na ocasião, Nivagara, destacou a necessidade de promover a formação de quadros das Instituições de Ensino Superior e de Investigação no acesso e uso de bibliotecas electrónicas da Elsevier.

Outrossim, informou que a Elsevier trabalhou com a Rede de Instituições de Ensino Superior e de Investigação de Moçambique (MoRENet) para garantir a criação de condições técnicas para o acesso partilhados, tendo sido identificadas 106 Instituições de Ensino Superior para ter acesso aos recursos de conhecimento de dados pela Elsevier durante três meses de doação.

Esta iniciativa com a Elsevier contribuirá, também, para a materialização da visão, da missão, e dos objectivos estratégicos da MoRENet, em particular os relativos ao acesso aos conteúdos académicos e científicos nesta rede.

Como explica o ministro, um dos objectivos deste exercício durante os três meses de doação é o da sistematização de dados reais de necessidade de acesso à bibliotecas electrónicas como as da Elsevier. Esses dados serão posteriormente usados para a especificação de termos de referência para a contratação de editoras de bibliotecas digitais para acesso partilhado pelos membros das comunidades académica e científica de Moçambique.

“Esta constitui mais uma dimensão para engajarmo-nos na mobilização dos nossos estudantes, docentes e investigadores para acederem e usarem, massivamente, os recursos disponibilizados pela Elsevier no âmbito desta iniciativa”, salientou o ministro.

Para o dirigente, a iniciativa com a Elsevier contribuirá, também, para a materialização da visão, da missão, e dos objectivos estratégicos da MoRENet, em particular os relativos ao acesso aos conteúdos académicos e científicos nesta rede.

Formação de quadros

Ainda no decurso do evento, Daniel Nivagara, deu a conhecer que a Rede de Instituições de Ensino Superior e de Investigação de Moçambique (MoRENet) e a Elsevier organizaram quatro Webinars de formação com conteúdo de acesso e uso de Bibliotecas Electrónicas da empresa.

Assim, cerca de 600 participantes, entre docentes, investigadores, bibliotecários e estudantes distribuídos por todas as províncias do país tomaram parte nos eventos entre Fevereiro e Março deste ano.

Uma das atribuições da MoRENet é a capacitação técnica de quadros das instituições de ensino superior, de investigação e de ensino técnico profissional ligadas à esta plataforma nacional de partilha de recursos de TIC.

Recordar que MoRENet é um dos projectos da Política da Sociedade de Informação, do Plano Estratégico da Sociedade de Informação e, da Estratégia Nacional de Banda Larga que visa contribuir para o alcance de objectivos estratégicos do Governo, relativos ao Sistema Nacional de Educação (SNE) e ao Sistema de Ciência, Tecnologia e Inovação de Moçambique, nomeadamente: Estratégia da Ciência, Tecnologia e Inovação de Moçambique; Estratégia do Ensino Superior; e Estratégia do Ensino Técnico Profissional;

A MoRENet interliga hoje 167 instituições de Ensino Superior, de Investigação e de Ensino Técnico Profissional numa rede nacional de comunicação de dados de alta velocidade, disponibilizando serviços de qualidade, com sustentabilidade económica, tecnológica e institucional de modo a constituir-se como um parceiro fundamental no desenvolvimento das comunidades académica e científica de Moçambique.