MCTES Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

18

Moçambique e Itália lançam programas RINO e ManGrowth

O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Daniel Nivagara, com o Embaixador de Itália, Gianni Bardini, orientam Quinta-feira dia 03 de Março de 2022, às 08:00 horas, no Complexo Pedagógico da Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo, o Seminário de Lançamento dos Programas “Recursos Inovação e Desenvolvimento para as áreas de conservação” (RINO) e “Preservação […]

O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Daniel Nivagara, com o Embaixador de Itália, Gianni Bardini, orientam Quinta-feira dia 03 de Março de 2022, às 08:00 horas, no Complexo Pedagógico da Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo, o Seminário de Lançamento dos Programas “Recursos Inovação e Desenvolvimento para as áreas de conservação” (RINO) e “Preservação de ecossistemas para o desenvolvimento sustentável” (ManGrowth).

Os programas em referência foram desenvolvidos no âmbito da cooperação bilateral entre Moçambique e Itália, no domínio da ciência, tecnologia e ensino superior e terão como parceiro implementador a Universidade Eduardo Mondlane e, apoio de outras instituições internacionais como a Universidade La Sapienza de Roma, a Estação Zoológica Anthon Dorn e Consórcios de Organizações Não Governamentais, entre outros.

Os dois Programas, enquadram-se na estratégia da Agência italiana de Cooperação para o Desenvolvimento em Moçambique (AICS) que suportará o País na elaboração das ferramentas necessárias à definição das políticas ambientais, garantindo o bom funcionamento das instituições para aumentar a consciência social no domínio da conservação da biodiversidade.

Os programas em referência foram desenvolvidos no âmbito da cooperação bilateral entre Moçambique e Itália, no domínio da ciência, tecnologia e ensino superior e terão como parceiro implementador a Universidade Eduardo Mondlane e, apoio de outras instituições internacionais como a Universidade La Sapienza de Roma, a Estação Zoológica Anthon Dorn e Consórcios de Organizações Não Governamentais, entre outros.

Os dois Programas, enquadram-se na estratégia da Agência italiana de Cooperação para o Desenvolvimento em Moçambique (AICS) que suportará o País na elaboração das ferramentas necessárias à definição das políticas ambientais, garantindo o bom funcionamento das instituições para aumentar a consciência social no domínio da conservação da biodiversidade.

A serem implantados em Moçambique, os dois programas serão financiados pela Agência Italiana de Cooperação para o Desenvolvimento (AICS), num horizonte temporal de 3 anos.

Estarão presentes no evento, representantes do Ministério de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, do Ministério do Mar, Águas Interiores e Pesca, da Universidade Eduardo Mondlane, da AICS, assim como parceiros internacionais de cooperação, parceiros do projecto, fundações e sociedade civil.